CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

História

O Cedaps cresceu e se desenvolveu direcionando seu trabalho para comunidades, capacitando moradores locais para a identificação e a realização de ações de melhoria da qualidade de vida e de promoção da saúde.

O Centro de Promoção da Saúde – Cedaps atua desde 1993 no Rio de Janeiro. Naquele ano, os atuais membros da diretoria da instituição iniciaram ações de atendimento comunitário em um pequeno posto de saúde da favela Vila Canoas, em São Conrado, zona sul da cidade do Rio.

Este trabalho se tornou modelo para o desenvolvimento do Programa de Saúde da Família – uma das principais ações do Ministério da Saúde hoje – e obteve apoio do governo. A partir de então, novos apoiadores adotaram a causa da promoção da saúde em comunidades populares e a rede de construção compartilhada de soluções em saúde foi se desenvolvendo.

O Cedaps cresceu e se desenvolveu direcionando seu trabalho para comunidades, capacitando moradores locais para a identificação e a realização de ações de melhoria da qualidade de vida e de promoção da saúde.

Desde 2005, o Cedaps fomenta a Rede de Comunidades Saudáveis do Rio de Janeiro, composta por 121 associações e grupos comunitários.

Hoje, além de atuar na assessoria às comunidades do Rio de Janeiro, o Cedaps desenvolve ações de cooperação técnica em outros estados e mesmo em outros países a partir da metodologia Construção Compartilhada de Soluções em Saúde.

Linha do Tempo

  •  
  • 1993
  • 1996
  • 1997
  • 1998
  • 1999
  • 2000
  • 2001
  • 2002
  • 2003
  • 2005
  • 2006
  • 2007
  • 2008
  • 2009
  • 2010
  • 2011
  • 2012
  • 2013
  • 2014
  • 2015
  •  
    • 1993

      Fundação do CEDAPS, então denominado – Centro de Desenvolvimento e Apoio a Programas de Saúde.A partir da experiência acumulada por equipes profissionais responsáveis pelo  atendimento em dois postos de saúde na  zona sul da cidade do Rio de janeiro:  Vila Canoas, em São Conrado e Vila Parque da Cidade na Gávea.

    1993  PSF Vila Canoas - 490x580
    • 1996

      Prevenção ao HIV/AIDS em comunidades: Multiplicação de estratégias e boas práticas em favelas, periferias e quilombos. 06 comunidades em rede para a prevenção ao HIV/AIDS

    1996-VALENDO
    • 1997

      Este ano marca o início da expansão do Programa Saúde da Família na cidade do Rio de Janeiro e o CEDAPS acompanhou a conformação da primeira equipe de saúde da Família na Ilha de Paquetá. Momentos de grande aprendizado na construção metodológica da experiência carioca. Um compartilhar de saberes teóricos e práticos construídos de modo cooperativo e solidário entre as equipes e os moradores e suas múltiplas histórias, necessidades e demandas.

    1997 PSF Paqueta 2
    • 1998

      Ampliação dos programas e projetos na área de prevenção ao HIV/AIDS: o COMUNICSE, o Banco de Recursos, a Rede de Associações de Mulheres na luta contra a AIDS

    1998 LOGO REDE DE COMUNIDADES _ Comunicse
    • 1999

      Reforço a formação profissional nas comunidades por meio de uma parceria com a Secretaria Estadual do Trabalho (Setrab/RJ).

      Diversos cursos disponíveis na área de empreendimentos comunitários, recreação infantil, cuidadores de idosos, agente comunitário de desenvolvimento, educação e saúde, lideranças comunitárias para mais de 10 comunidades.

    1999
    • 2000

      CEDAPS – CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE. Com o mesmo ideal, conceito e metodologia que configuram um campo prático de atuação cada vez mais voltado para a promoção da saúde a instituição mantém sua sigla e altera seu nome

    2000
    • 2001

      A iniciativa de Santa Cruz e de Vila Paciência: uma experiência de desenvolvimento comunitária com foco na promoção da saúde que gerou um amadurecimento metodológico ao CEDAPS.

      A experiência foi divulgada em conferências, artigos e eventos científicos nacionais e internacionais

    2001
    • 2002

      A Juventude marcando presença: os Agentes Jovens

      O envolvimento da COLINS, Jardim Palmares, Sepetiba e várias outras contribuindo para nossa experiência institucional com o público jovem.

    2002
    • 2003

      Neste ano a instituição celebra seus 10 anos. Comemoramos juntos com a então Rede de Comunidades na luta contra a Aids durante o  Fala, Comunidade!

      Neste ano também, colocamos a mobilização frente a Tuberculose na agenda de prioridades.

       

       

    2003
    • 2005

      Lançamento da Rede de Comunidades Saudáveis: porque a realidade não muda sozinha!

      40 organizações de base comunitária fundadoras da RCS e muitas outras chegaram ao longo dos anos.

      Uma carta coletiva de princípios e a visibilidade positiva das estratégias comunitárias pela promoção da saúde nas favelas e periferias.

    2005
    • 2006

      A Fundação Ford apoia o projeto Iniciativa Territorial para promoção da saúde sexual reprodutiva incluindo grupos de mulheres negras Nzinga, Bamidelê, Malunga e posteriormente associações do conjunto de favelas da Penha e do Alemão.

    2006
    • 2007

      Início da parceria com a Johsons & Johsons com o projeto Mercado Saúde e Solidariedade e mais tarde recebe o nome de Projeto Elos: desenvolvimento saudável.

      Em parceria com o IIDI – Instituto Iberoamericano de Desenvolvimento Inclusivo lançamos o Guia Escola de Todos: promoção da saúde, participação e inclusão (Sexualidade, AIDS e Deficiências)

       

    2007
    • 2008

      Desde 2007 , a  parceria com a SMS – Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, se consolida a iniciativa Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde – o RAP da Saúde. Em 2008, somos parceiros técnicos do UNICEF para a Plataforma dos Centros Urbanos em uma parceria para o fortalecimento da participação de adolescentes e comunidades.

    2008-PCU
    • 2009

      A Energia Jovem e o Circuito Comunitário Saudável: aproximações com empresas e institutos corporativos.

      O projeto Rede de Comunidades: favelas e periferias do Rio de Janeiro na luta contra a Tuberculose recebe apoio do Stop TB Internacional e muitas ações são concebidas e desenvolvidas pelas comunidades.

    2009-circuito comunitario saudavel
    • 2010

      O velho “mapa falante” em versão digital: o avanço da tecnologia e a visibilidade do território popular.

    2010-mapa-falante
    • 2011

      Jovens Construtores: validação da metodologia internacional para construção de projetos de vida e ativos comunitários e o projeto NEPSO – Nossa escola Pesquisa sua Opinião

    2011-JOVENS CONSTRUTORES
    • 2012

      Saúde e Sustentabilidade: nasce o RECICLAÇÃO, um projeto intersetorial de Educação Ambiental, que atua por meio da coleta seletiva e reciclagem com ênfase na mobilização e participação comunitária. Uma fértil parceria com o Instituto Brasil Foods (IBRF) e a empresa BRF, com o grupo PROA no Morro dos Prazeres e diversos outros parceiros governamentais, empresariais e comunitários.

    2012-Reciclacao
    • 2013 – 20 anos

      Juntamente com a Fundação Vale , o Projeto Ser Criança e Ciclo Saúde. A  metodologia Construção Compartilhada chega a 28 municípios brasileiros com o patrocínio da Petrobras: qualificação para a elaboração e gestão de projetos sociais.

    2013-SER CRIANCA
    • 2014

      21 anos de uma trajetória de construções compartilhadas: Além de atuar na assessoria às comunidades do Rio de Janeiro, a instituição desenvolve ações de cooperação técnica em outros estados e mesmo em outros países a partir da metodologia Construção Compartilhada de Soluções Locais.

    2014
    • 2015

      Com 22 anos de existência o CEDAPS segue direcionando seu trabalho para o universo das comunidades, capacitando moradores locais para a identificação e a realização de ações de melhoria da qualidade de vida e de promoção da saúde.

      Acompanhe nossas frentes de trabalho e nossas noticias do ano!

    2015-equipe

NESTA SEÇÃO