CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

24 de janeiro, 2012

VI Congresso Brasileiro de Prevenção das DST/Aids

Durante os dias 4 e 7 de novembro, em Belo Horizonte, aconteceu o VI Congresso Brasileiro de Prevenção das DST/Aids, com o tema “Promoção da Saúde e Equidade – desafios da prevenção e da assistência”. O Cedaps participou ativamente deste evento, apresentando 8 trabalhos sobre as suas ações .

A Rede de Comunidades Saudáveis compareceu, pela primeira vez, através de 12 representantes: Andréa (Grupo Saúde e Vida), Carlos (Ecologic Bike), Graça (Assoc. de Moradores de Sta. Anastácia), Maria Pedro (CASCO), Maria Iracy (CODECIM), Mauro (Iniciativa Jovem de Palmares), Kakau Moraes (Prec@vida), Roberval (CERAC), Sheila (AMAC), Sonia (AMAMU), Tânia (AMEPA), Zoraide (Cris dos Prazeres – PROA). Alguns deles apresentaram pôsteres sobre seus trabalhos .

Todos/as receberam isenção de inscrição pelo Ministério da Saúde e a partir das articulações do Fórum de ONG/Aids do Rio de Janeiro com a Assessoria de DST/Aids – SES/RJ conseguiram apoio para transporte e hospedagem.

O Congresso é uma realização do Programa Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde e objetiva a troca e a produção de experiências e conhecimentos no campo da saúde coletiva em relação às DST/Aids. É um importante espaço de discussões, avaliações e formulações de políticas públicas e de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Este ano, um dos destaques foi a constante referência à importância da intersetorialidade na resposta brasileira à Aids. As mostras ‘Saúde e Prevenção nas Escolas’ e ‘Programa Brasil AfroAtitude’ foram reflexo disto, ambas são resultado de programas intersetoriais.

O Congresso reuniu profissionais, gestores, estudantes, pesquisadores, ativistas, enfim, um público bastante diverso interessado na luta contra a Aids. Nestes três dias, os/as representantes da RCS participaram das discussões e trocaram aprendizagens e práticas durante os fóruns, mesas-redondas, painéis e conferências. Foi uma boa oportunidade para a divulgação do trabalho dos agentes comunitários de prevenção e da Rede de Comunidades Saudáveis que, pela primeira vez, participou do Congresso.

A colcha da prevenção também esteve presente e, sem dúvida, foi um sucesso.

“Minha satisfação por ter participado foi enorme, foi uma troca de conhecimento muito grande. A gente aprendeu muito, sem tamanho. E gostei muito também pelo intercâmbio com outros segmentos, com os companheiros, as companheiras dos movimentos sociais (…) e o próprio Ministério se demonstrou interessado pelo nosso trabalho de formiguinha e parece que vai nos ajudar (…) foi incrível!”

Muitos convites e muita divulgação para o Fala, Comunidade 7 – I Seminário Nacional de Comunidades e Movimentos Populares na Luta Contra a Aids – foram feitos!