CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

22 de outubro, 2007

Rede sem fronteiras: Cedaps fecha parceria com Gapa-BA para implantação da RCS em Salvador

Experiência bem sucedida no Rio de Janeiro, a Rede de Comunidades Saudáveis, iniciativa social que engloba mais de 100 entidades comunitárias está rompendo as barreiras geográficas do estado. O destino é o Nordeste, onde o Cedaps acaba de fechar uma parceria com o Gapa Bahia, organização não-governamental que atua em Salvador no campo da prevenção e dos direitos da pessoa vivendo com Aids.

O Cedaps já vem desenvolvendo uma cooperação técnica com o Gapa-BA há cinco anos em função do intercâmbio da metodologia Construção Compartilhada de Soluções em Saúde. Para a coordenadora geral do Cedaps, Wanda Lúcia Branco Guimarães são muitos os pontos em comum entre as duas organizações:

“Temos algumas estratégias parecidas e resultados muito semelhantes no trabalho de prevenção das DST/Aids. O Gapa-BA também entende que o tema da Aids não se trabalha isoladamente, mas sim com um conjunto de ações, integradas ao contexto comunitário. Mas não identificava tudo o que fazia com a promoção da saúde. Agora eles viram que trabalham com muitos elementos da promoção da saúde”.

Falando nisso…

Quando o assunto é promoção da saúde, a Rede de Comunidades Saudáveis é um grande exemplo de luta cotidiana pela qualidade de vida em comunidades e bairros da periferia do Rio de Janeiro. A iniciativa social por comunidades saudáveis inspira-se no direito à saúde e no movimento internacional de Comunidades/Cidades Saudáveis, um programa global da Organização Mundial da Saúde.

No coração desta iniciativa encontra-se o conceito fundamental do Cedaps: as comunidades são o núcleo central da transformação social – identificando, planejando e desenvolvendo intervenções que geram desenvolvimento e qualidade de vida.

No Rio, desde sua fundação oficial em 2005, a Rede realiza mais de 1.200 eventos e atividades educativas anuais, com milhares de participantes. O lançamento da Rede em Salvador é uma oportunidade, segundo Wanda, para que o movimento a favor da promoção da saúde tenha maior visibilidade.

“Pretendemos realizar em Salvador o mesmo que foi feito no Rio, com encontros de sensibilização, capacitação sobre comunidades saudáveis, encontros comunitários, trabalhos de grupo e depois o lançamento formal. A expectativa é que troquemos experiências e que eles adaptem para desenvolver o melhor modelo de Rede para eles”, diz Wanda.

O lançamento da Rede de Comunidades Saudáveis em Salvador está previsto para novembro. A idéia é que a Rede possibilite a junção dessas comunidades para que as pessoas se fortaleçam e pautem suas necessidades e demandas, buscando mais informação e qualidade de vida.

(Publicado em 22-10-07)