CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

20 de abril, 2016

Proposta inovadora levará formação em telecomunicações e vendas para jovens da Cidade de Deus

Primeira edição do Jovens Construtores Telecom será realizada na comunidade, em parceria com o Oi Futuro, Oi e SEREDE

IMG_4631

Pela primeira vez, o Programa Jovens Construtores Brasil, uma iniciativa da YouthBuild International, implementada pelo CEDAPS no Brasil, vai oferecer aos participantes do curso uma iniciação profissional em uma área diferente da construção civil. Na edição do projeto na Cidade de Deus, que ganhou o nome de Jovens Construtores Telecom e tem início previsto para o final desse mês, o programa oferecerá iniciação profissional em telecomunicações, na área operacional e de vendas, com o apoio do Oi Futuro e parceria estratégica da Oi e da SEREDE, empresa prestadora de serviços de implantação e manutenção em redes de telecom. Para essa edição, a organização comunitária local parceira será a Associação Semente da Vida – ASVI, responsável pela realização do projeto.

Durante sua visita ao Brasil, Laurie Bennett, representante do YouthBuild, esteve na Cidade de Deus, para uma oficina para as lideranças locais. Na parte da manhã, ela apresentou o YouthBuild e contou a história do programa. Já na parte da tarde, realizou três dinâmicas com os presentes e fez um breve passeio pela comunidade, caminhando até a outra sede da ASVI, que também estará disponível para receber o Jovens Construtores em atividades diversificadas.  Estiveram presentes a diretora do CEDAPS, Kátia Edmundo, junto com parte da equipe do Cedaps, e as representantes do Oi Futuro e da SEREDE no encontro, Flávia Vianna e Luciana Proença, respectivamente.

Laurie, acompanhada da equipe do Jovens Construtores Brasil, também conheceu o NAVE – Núcleo Avançado em Educação/Colégio Estadual José Leite Lopes, na Tijuca, a convite do Oi Futuro. O NAVE é um programa de Ensino Médio Integrado Profissionalizante, desenvolvido pelo Oi Futuro em parceria com a Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro, que oferece aos estudantes, além das aulas do currículo do Estado para o Ensino Médio, aulas de roteiros para mídias sociais, multimídia e programação de jogos. A visita foi guiada pelos próprios alunos, que mostraram as instalações modernas onde passam boa parte de seu dia. Assim como o Jovens Construtores, o NAVE trabalha no desenvolvimento de jovens para o futuro.

Na realização do projeto Jovens Construtores Telecom, o Oi Futuro apoiará a iniciação profissional dos jovens em telecomunicações, na área operacional e de vendas, e a Oi e a SEREDE disponibilizarão profissionais para essa formação, além de fazerem a supervisão técnica da construção dos ativos comunitários, que são melhorias na comunidade realizadas pelos jovens participantes. Além dos ativos comunitários, os jovens realizarão melhorias a serem definidas em suas próprias casas, em conjunto com os seus colegas e familiares.

“O Oi Futuro vem apoiando projetos para desenvolvimento comunitário desde a sua fundação, e estamos num momento de repensar a nossa atuação principalmente em território urbano. O Jovens Construtores  Telecom vem juntar uma expectativa que a gente já tinha de buscar iniciativas que tenham a proposta do desenvolvimento psicológico e de formação de cidadão desse jovem, atrelado a formação profissional”, comentou Flávia Vianna , representante do Oi Futuro no encontro em Cidade de Deus.

IMG_4621

“Já tínhamos experimentado e acompanhado a iniciativa do Jovens Construtores, por conta da parceria que fizemos com o CEDAPS para a edição no Complexo do Alemão. Também tínhamos em mente associar esse processo de desenvolvimento dos jovens e da comunidade, utilizando as tecnologias de informação e comunicação. O Jovens Construtores Cidade de Deus Telecom vem para nos ajudar a fazer esse acesso, essa interligação do desenvolvimento dos jovens e da comunidade com as tecnologias e com as áreas de negócio da empresa”, completou.

“Trata-se de um desafio formatar um conteúdo programático que seja adequado ao interesse e às habilidades do jovem e, ao mesmo tempo, contribuir para o desenho de uma tecnologia que uma investimento social, tradicionalmente construído pelo Oi Futuro, e o negócio da empresa Oi e seus parceiros”, comentou Kátia Edmundo, diretora do Cedaps.

A ASVI selecionará 30 jovens entre 16 e 24 anos. Para participar, além de estar dentro da faixa etária, o jovem deve ter disponibilidade para participar do curso, de acordo com a carga horária, e de atividades fora da comunidade. A prioridade do programa são jovens que não estejam trabalhando, que apresentem dificuldades e/ou não estejam na escola  e que sejam de grupos familiares diferentes (que não morem na mesma casa).

IMG_4546

“Temos muitos jovens precisando de capacitação para inserção no mercado de trabalho. Essa é a primeira turma de um projeto que vai mobilizar toda a comunidade. O projeto vai capacitar capacitando 30 jovens durante 5 meses com várias atividades distintas. A gente tem muita esperança que o projeto mude a perspectiva desses jovens. Os jovens da Cidade de Deus precisam de qualificação. Vamos colocar esses jovens para trabalhar”, disse Socorro Brandão, presidente da ASVI.