CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

15 de julho, 2009

Plataforma dos Centros Urbanos será lançada oficialmente no Rio de Janeiro

A Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) é uma iniciativa que tem o objetivo de contribuir para que cada criança e adolescente que vive em comunidades populares de centros urbanos brasileiros tenha seus direitos protegidos, respeitados e garantidos. O lançamento oficial da Plataforma acontecerá, no Rio de Janeiro, no dia 08 de julho, às 15 horas, no Palácio Guanabara. O evento vai contar com a presença do prefeito Eduardo Paes; do governador Sérgio Cabral; do diretor regional do Unicef para a América Latina e o Caribe, Nils Kastberg; e da representante do Unicef no Brasil, Marie-Pierre Poirier. Na ocasião, o ator Lázaro Ramos será nomeado Embaixador do Unicef no Brasil.

A PCU, no entanto, já começou. Oficinas Introdutórias, atividades que inauguraram a Plataforma no Rio de Janeiro, foram realizadas nos dias 8, 9, 15 e 16 de junho, na Unisuam de Campo Grande, na Cruz Vermelha no Centro, na Veiga de Almeida na Tijuca e no Sesc de Ramos. As oficinas reuniram todos os 60 Grupos Articuladores Locais (GAL) – que agregam adolescentes, lideranças comunitárias, profissionais de serviços públicos e representantes de organizações não-governamentais de diferentes territórios da cidade – e tiveram o objetivo de apresentar o cronograma de atividades, os procedimentos e regras da Plataforma.

Para Kátia Edmundo, coordenadora do CEDAPS, a importância da Plataforma está no fato de que “atualmente, só existem iniciativas pontuais nas comunidades populares e a PCU se propõe a promover uma convergência dessas iniciativas e a fazer chegar mais radicalmente as políticas públicas nas comunidades.”

Mais informações sobre o evento de lançamento com Letícia Serafim, pelo telefone (21) 3852-0080.

Um pouco mais sobre a PCU

A Plataforma dos Centros Urbanos quer atuar sobre o desenvolvimento e a gestão das políticas públicas com a participação de famílias, governo e sociedade – responsáveis perante a Constituição Brasileira pela garantia dos direitos da infância e adolescência. Tem como meta assegurar o direito de cada criança e adolescente a:
sobreviver e se desenvolver
;
aprender
;
proteger(-se) do HIV/aids
;
crescer sem violência
e
ser prioridade absoluta nas políticas públicas
.

Para isso, a Plataforma vai desenvolver estratégias articuladas de:

• Mobilização, comprometimento e articulação das diversas instâncias do poder público e da sociedade civil no âmbito municipal e comunitário;

• Desenvolvimento das capacidades dos responsáveis pela implementação dos direitos das crianças e adolescentes que vivem nas comunidades populares;

• Criação de oportunidades para que adolescentes participem ativamente da garantia de seus próprios direitos;

• Monitoramento e avaliação permanente de metas e indicadores que retratem a realidade dessas crianças e adolescentes;

• Certificação das comunidades populares que avançarem em relação às metas e reconhecimento dos atores que contribuírem de forma efetiva para essa conquista.

A Plataforma dos Centros Urbanos acontece a partir de ciclos de quatro anos, implementados em dois processos simultâneos:

• Um processo permanente de mobilização, que busca gerar o compromisso de diferentes atores e organizações, a fim de que contribuam para a promoção de avanços consistentes e sustentáveis em relação às metas gerais da Plataforma;

• Um processo de certificação, que motiva as próprias comunidades, juntamente com instâncias do poder público e da sociedade civil, a trabalhar de maneira articulada para melhorar metas prioritárias, ligadas à garantia e proteção de crianças e adolescentes.

O papel do CEDAPS

No Rio de Janeiro, o CEDAPS está atuando como organização parceira do Unicef no processo de acompanhamento e assessoria aos Grupos Articuladores Locais (GAL) inscritos na Plataforma. Funcionará como organização de referência técnica para apoio, assessoria e qualificação das comunidades participantes da Plataforma.

Esse trabalho vem sendo acompanhado pelo Unicef e organizações parceiras, a partir de reuniões regulares para operacionalização do processo de desenvolvimento e implementação da Plataforma.

Matérias relacionadas:

Adolescente será porta-voz dos jovens dos centros brasileiros em Roma

Evento no Rio mobiliza jovens para Plataforma dos Centros Urbanos

CEDAPS e Unicef apresentam pesquisa “Ser criança e adolescente no Rio de Janeiro”

Apresentação da pesquisa “Ser criança e adolescente no Rio de Janeiro”

Publicado em 06-07-09