CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

12 de maio, 2009

Fórum de Juventudes RJ realiza Conferência Livre de Segurança Pública

Jovens de comunidades populares e integrantes da Rede de Comunidades Saudáveis participam da Conferência Livre de Segurança Pública que o Fórum de Juventudes do Rio de Janeiro realizará, no dia 16 de maio, com o apoio do CEDAPS, Iser, Observatório de Favelas, Instituto Promundo, Fase, Imac/Sobrado Cultural, Ação da Cidadania e Unicef. A Conferência Livre acontece das 9h às 17h30min, na Ação da Cidadania (Av. Barão de Tefé, 75 – Centro).

A atividade, que tem o título “Juventude não é caso de polícia e sim de políticas públicas!”, é uma etapa consultiva e preparatória para as Conferências Municipal e Estadual de Segurança Pública, que ocorrerão em 2009. A meta é que jovens, técnicos que trabalham com a temática juventude e profissionais da área de Segurança Pública elaborem propostas para as conferências.

Para Sílvia Ramos, especialista em Segurança Pública do Cesec – Universidade Cândido Mendes, “iniciativas como esta do Fórum, que aglutinam em um mesmo espaço de discussão jovens e polícia, são práticas que devem cada dia mais fazer parte do cenário da discussão de políticas públicas de segurança.”

Outro apoio à realização da Conferência Livre partiu da coordenadora do Escritório do Unicef no Rio de Janeiro, Luciana Phebo: “Esta atividade do Fórum vem fortalecer a Plataforma dos Centros Urbanos do
Unicef
. Um dos verbos que a Plataforma pretende discutir para melhorar indicadores sociais é a questão do ‘Crescer sem Violência’. Mas o principal resultado desta ação que o Fórum oportuniza é o da participação juvenil na elaboração de uma política pública de segurança.”

A expectativa é que a Conferência Livre seja um momento de debate e reflexão coletiva e que os jovens tenham um papel central na discussão de propostas de políticas públicas voltadas ao respeito à vida e aos direitos desta parcela da população. “Acredito que a segurança pública no cenário nacional tem em sua estrutura uma grande falha, pois não há uma participação mais coletiva e falta diálogo com a sociedade civil. Para se pensar em uma nova perspectiva de segurança pública no Brasil, temos que efetivar a participação de diversos atores, de gestores públicos à sociedade civil organizada”, disse Gilmar Cunha, presidente do Grupo Conexão G e participante do Fórum de Juventudes RJ.

“Este será o primeiro espaço em que poderemos discutir com a polícia o porquê de uma abordagem policial diferente para o jovem negro, pobre e morador de comunidade”, disse Priscila Cristina, uma das jovens integrantes da Secretaria Executiva do Fórum de Juventudes RJ.

Para participar da Conferência Livre de Segurança Pública do Fórum de Juventudes do Rio de Janeiro, é só se inscrever pelo telefone (21) 3852-0080.

 

Publicado em 12-05-09