CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

27 de janeiro, 2012

Comissão Saúde da População Negra/RCS cria espaço de reflexão e ação

As reuniões da Comissão Saúde da População Negra (SPN) têm sido importante espaço para troca de experiências, histórias de vida, construção de atividades e aprendizado para as lideranças da Rede de Comunidades Saudáveis (RCS). Com a proposta de formar e mobilizar as lideranças sobre as questões étnico-raciais e, em especial, sobre as especificidades da saúde da população negra, a Comissão se encontra mensalmente no CEDAPS.

A formação de uma comissão sobre saúde da população negra na RCS foi uma proposta das lideranças comunitárias da Rede que militam no movimento negro no estado do Rio de Janeiro. A proposta foi apresentada pela primeira durante o “Fala, Comunidade 7”, realizado em dezembro de 2006, mas o grupo só começou a se encontrar regularmente durante este ano, quando iniciou um processo de reflexão sobre seus objetivos e sua forma de atuação.

A decisão de ampliar as discussões para envolver não só temas relacionados à saúde, mas também questões étnico-raciais, foi mais recente. Surgiu durante um encontro realizado no dia 18 de julho, no CEDAPS, com a presença de Sônia Cleide Ferreira, do Grupo de Mulheres Negras Malunga, de Goiânia, que falou, entre outros pontos, sobre a importância de discutir o que é ser negro no Brasil e o preconceito racial.

Desde então, foram realizadas duas capacitações: em agosto, discutiu-se a escravidão e suas conseqüências para a atual situação do negro no Brasil e o ensino de história afro-brasileira nas escolas e, em setembro, foram abordados os temas racismo, preconceito e discriminação. As reuniões estão cumprindo, assim, um dos objetivos definidos pela Comissão: “investir em formação e ações que possibilitem inserir a questão étnico-racial nas discussões de Promoção da Saúde”.

Articulação
Outro objetivo da Comissão SPN – articular e dialogar com outros grupos do movimento negro e governos – também vem sendo trabalhado. No dia 11 de setembro, representantes da Rede (Fátima Malaquias/Comitê Mãos Amigas, Aparecida Rodrigues/Comitê Jardim Futurista e Iracy Ramos/Codecim) participaram de uma reunião da Gerência de Políticas Especiais, vinculada à Superintendência de Atenção Básica da Secretária Estadual de Saúde. Realizado por Martha Britto, o encontro reuniu gestores de igualdade racial dos municípios fluminenses, membros dos Conselhos dos Direitos do Negro e Conselhos de Saúde dos municípios e do estado, além de representantes da sociedade civil, a fim de consolidar as propostas de ação para o Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra (27 de outubro) e para o Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro).

Os presentes no encontro propuseram a criação do Comitê Técnico Estadual da Saúde da População Negra, a exemplo do municipal e do nacional. A expectativa é que esta instância seja formada na atividade de Mobilização Pró-Saúde da População Negra, marcada para o dia 29 de outubro.

“Os participantes da reunião sentiram necessidade de ter uma instância estadual que pudesse trabalhar essas questões. A idéia é que no dia do evento seja formado esse comitê, com representações de diferentes segmentos”, explica Carla Maciel, técnica do CEDAPS que acompanhou a reunião.