CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

06 de agosto, 2009

Comissão Saúde da População Negra faz roda de conversa sobre anemia falciforme

Aconteceu no dia 05 de agosto, após a reunião da Rede de Comunidades Saudáveis, a reunião da Comissão de Saúde da População Negra da RCS. Durante o encontro, a atual presidente da Associação de Mulheres de Vila Kosmos, Rosinéia Vieira, trouxe informações sobre anemia falciforme – tema escolhido pelo grupo para aprofundamento.

Com maior predominância entre a população afrodescendente, a anemia falciforme – doença hereditária que causa alteração dos glóbulos vermelhos do sangue tornando-os semelhante a foices (de onde vem o nome da doença) – ainda é pouco conhecida pela população em geral, como fala Rosinéia:

“Quando eu era criança tinha muitas dores, estava sempre no médico e ninguém descobria o que eu tinha. Muitos diziam que era reumatismo. Aos 26 anos fiquei sem enxergar por três meses, então descobriram que tinha anemia falciforme”.

Rosinéia voltou a enxergar, mas a mesma sorte não tiveram suas duas filhas, que morreram devido a complicações ocasionadas pela doença. Vice-presidente da Associação de Vila Kosmos, Ieda Barbosa também tem a anemia falciforme e conta que as dores são terríveis: “Sinto o corpo inteiro doer. Muita dor muscular e nos ossos. A dor é tão insuportável que chego, às vezes, a desmaiar”.

Se diagnosticada a tempo, a anemia falciforme é tratável, mas o despreparo das equipes médicas foi apontado pelos participantes da reunião como um dos grandes problemas a serem enfrentados. A liderança Maria da Glória Silva lembrou que um dos encaminhamentos da Conferência Estadual da Igualdade Racial, que aconteceu de 31 de julho a 1 de agosto, foi que o Sistema Público de Saúde tivesse profissionais capacitados para lidarem com a doença.

A técnica do CEDAPS Carla Maciel lembrou que agora é necessário controle social para se fazer cumprir a deliberação da conferência: “Já que já temos esse encaminhamento, agora é necessário acompanharmos para ver se está sendo colocado em prática”.

Durante a reunião, representantes de onze organizações comunitárias puderam tirar diversas dúvidas sobre anemia falciforme. Ao final do encontro, os participantes decidiram continuar o debate na próxima reunião, que acontecerá novamente após a reunião da Rede e terá como tema “Anemia falciforme e outras doenças com maior prevalência na população afrodescendente”.

O Ministério da Saúde disponibiliza em sua página na internet um manual com informações sobre anemia falciforme. Para acessar o manual, clique
aqui
.

Matérias relacionadas:

Comissão SPN/RCS avalia ações realizadas em 2008

Publicada em 06-08-09