CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

04 de outubro, 2018

Celebração do Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde

 

Celebramos no dia de hoje o trabalho de profissionais especiais para a saúde de nossas comunidades, 04 de outubro é o Dia Nacional do Agente Comunitário de Saúde. Profissionais que se dedicam em aproximar os serviços da Atenção Primária à Saúde aos moradores das regiões em que atuam.

Trabalhar a Promoção da Saúde é um tema urgente, vivemos sob o risco de infecções de diversas doenças que podem ser prevenidas com informação, como as IST/HIV e Aids, a Tuberculose e as Hepatites virais. O fortalecimento da atuação dos agentes é um grande passo para construirmos comunidades saudáveis.

Para falar mais sobre a importância desse profissional, que precisa ter sensibilidade aguçada para atuar na área, o CEDAPS convidou Hugo Sabino, agente comunitário do Centro Municipal de Saúde Ernâni Agrícola, localizado no bairro de Santa Teresa – Rio de Janeiro. Hugo tem 21 anos, é morador do Morro dos Prazeres, comunidade do bairro do CMS em que trabalha, é integrante do Programa Jovens Construtores  e Jovem Conselheiro do Programa.

CEDAPS: Você sempre quis trabalhar na área da saúde?

Hugo: “Em dezembro de 2016, eu era um recém formado no ensino médio e estava terminando um curso técnico de Design Gráfico, após a apresentação do TCC pretendia buscar pela oportunidade de entrar no mercado de trabalho formal e assim fiz. Foi tudo muito rápido, logo apareceu a oportunidade para trabalhar no posto de saúde do meu bairro (CMS Ernâni Agrícola), onde implementaram um novo modelo de atendimento (Saúde da família) aos moradores do Morro dos Prazeres, local onde nasci e fui criado.

Fui incentivado por amigos, ativistas e líderes comunitários a participar do processo seletivo. Quando passei, iniciei as atividades um tanto perdido, pois minha área é a comunicação, comunicação misturada com arte, mas fui apresentado à uma equipe extremamente carismática e receptiva, que segue desde o início transformando o meu trabalho em algo significativo e importante”.

CEDAPS: E hoje, como você se sente trabalhando como agente comunitário de saúde?

Hugo: “Hoje, após quase 2 anos de trabalho árduo e MUITO aprendizado, com certeza não sou o mesmo que no primeiro mês como Agente Comunitário de Saúde me sinto grato por atuar nessa área, e isso é perceptível em todos os parâmetros da minha atividade profissional, mesmo tendo ainda muito o que evoluir e aprender.

Minha felicidade em ser ACS, é ver significado no trabalho que realizo, perante a minha comunidade e a população, trabalhar com diversos tipos de pacientes: gestantes, idosos, crianças, famílias em situação de extrema vulnerabilidade social, pacientes com doenças crônicas e na realização de atividades socioeducativas dentro da creche e da escola do nosso território. É bonito saber que hoje faço parte da equipe que desde 1997 (ano em que Hugo nasceu) acompanha o meu desenvolvimento e crescimento, cuida da minha saúde e a dos meus familiares”.

CEDAPS: O trabalho é sempre gratificante, ou existem os momentos difíceis?

Hugo: “As dificuldades não são poucas, principalmente as que refletem no nosso processo de trabalho, entre elas a má gestão governamental que prejudica diretamente a minha área de atuação (área de saúde). Outro problema, é que alguns dos profissionais da área na maioria das vezes não nos reconhecem como parte potente da equipe. A comunicação fica ainda mais difícil e a aceitação do novo modelo de atendimento ofertado pela unidade também fica comprometida. Porém, graças à união da equipe única e completa em que faço parte, são criadas estratégias para superar toda e qualquer dificuldade que surge.

Sou muito grato por esses dois anos, a atuação como agente comunitário de saúde me proporcionou coisas que não seriam possíveis ser vividas em outra profissão. Espero que meu esforço reflita de forma resolutiva e ampla na vida de todos que estão incluídos nesse ciclo e que eu possa ser uma referência dentro desse espaço”.