CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

13 de abril, 2016

Cedaps recebe visita de representante da YouthBuild International

Laurie Bennet e Katia Edmundo reunidas com lideranças comunitárias do Borel, no lançamento do Jovens Construtores no Instituto da Cidadania Unidos da Tijuca

Laurie Bennett esteve no Rio para apresentar as próximas edições do Programa Jovens Construtores Brasil, no Borel e na Cidade de Deus

Entre os dias 21 e 29 de março, o Cedaps recebeu Laurie Bennett, americana representante da YouthBuild International no Rio de Janeiro. Laurie esteve na cidade para apresentar as duas próximas edições do Jovens Construtores Brasil, que ocorrerá no Borel e na Cidade de Deus. Diversas atividades fizeram parte de sua agenda, entre encontro com parceiros, visitas às duas comunidades para promover oficinas e um seminário sobre o Jovens Construtores. O CEDAPS é o responsável por implementar o programa no Brasil, em parceria com organizações comunitárias locais.

Dia 22, Laurie esteve no Instituto da Cidadania Unidos da Tijuca, no Borel e no dia 23 foi até a Cidade de Deus, onde realizou sua oficina na Associação Semente da Vida – ASVI. Nos encontros, que contaram com a presença de lideranças das duas comunidades, Laurie falou sobre o trabalho do YouthBuild nos EUA e pelo mundo, mostrou como funcionará o programa, a história e resultados no Brasil e trocou ideias com as lideranças a respeito do projeto.

Para debater sobre a experiência adquirida nas primeiras edições do projeto, o Cedaps realizou o seminário “Diálogos sobre Jovens em Formação: aprendendo com as vivências e experiências”, no dia 24 de março, no Hotel Monte Alegre. Estiveram reunidos representantes da academia, equipe do CEDAPS, representantes das comunidades que já participaram e que participarão do Jovens Construtores e parceiros do programa.

Laurie Bennet e Katia Edmundo reunidas com lideranças comunitárias da Cidade de Deus, no lançamento do Jovens Construtores na Associação Semente da Vida

 

Kátia Edmundo e Socorro Vasconcelos, diretoras do CEDAPS, deram início ao seminário falando da parceria YouthBuild/CEDAPS e da importância da parceria com as organizações parceiras. Para a realização das edições dos Jovens Construtores nas comunidades, o CEDAPS faz parcerias com organizações de base comunitária locais. A importância dessas parcerias é garantir que o programa se adapte ao contexto sociocultural local. Ficou a cargo de Laurie apresentar o YouthBuild International e falar como a parceria com o setor privado é importante para a formação profissional desses jovens, que passam a ter mais oportunidade de mudar o contexto de vulnerabilidade em que se encontram.

“É uma grande oportunidade para o CEDAPS o lançamento dessa próxima etapa do Jovens Construtores Brasil. Estamos muito animadas com as parcerias no Borel e na Cidade de Deus”, comentou Laurie. “O mais importante é fazer com que esses jovens desenvolvam confiança e autoestima, além de habilidades profissionais”, completa.

 

Encontro entre Cedaps, CIEE e YouthBuild International, para firmar parceria para o Jovens Construtores Brasil.

“Essas novas etapas são muito importantes para nós, pois marcam o lançamento do Programa Jovens Construtores Brasil, após três edições pilotos, onde validamos e aperfeiçoamos a metodologia para o contexto nacional.. Agora teremos a oportunidade de expandir essa iniciativa, já com sete turmas planejadas. A edição Borel é pautada pela construção civil e na Cidade de Deus faremos uma edição pioneira, com aprendizagem sobre telecomunicações em parceria com a Oi e o Oi Futuro”, destacou Katia Edmundo. Ela fala ainda sobre a importância das parcerias locais: “as edições serão realizadas por essas organizações comunitárias. O CEDAPS e o YouthBuild International tem a iniciativa do programa, mas a execução é delas”.

O Jovens Construtores está presente em 21 países. O objetivo do programa é oferecer uma formação profissional para jovens entre 16 e 24 anos, que estejam fora da escola e do mercado de trabalho, transformá-los em lideranças e agentes de mudanças nos locais onde vivem e construir ativos comunitários nas comunidades onde ocorre o projeto.