CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

08 de novembro, 2007

CEDAPS participa de reuniao ibero-americana

De 29 a 31 de outubro, o Cedaps participou da primeira Reunião Ibero-americana de Saúde e Educação, organizada pelo governo do Brasil, pelo Convênio Andrés Bello e pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

O encontro aconteceu em Brasília e reuniu representantes do Brasil, México, Uruguai, Argentina, Peru, Equador, Espanha, Cuba, entre outros países, para reforçar a aliança entre ministérios, secretarias de saúde e educação e discutir a iniciativa Escolas Promotoras de Saúde (EPS), no marco dos Determinantes Sociais da Saúde e dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Além dos representantes dos ministérios e das secretarias estaduais e municipais de Saúde e de Educação, também participaram do evento a equipe técnica e administrativa da Unidade de Determinantes de Saúde e Políticas Sociais da Organização Pan-americana da Saúde, técnicos responsáveis pela coordenação da iniciativa EPS nesses países e Fundação Oswaldo Cruz.

O Cedaps foi convidado pelo Ministério da Saúde para participar das discussões e apresentar, na mesa de experiências exitosas no âmbito nacional, o trabalho de assessoria técnica pautado na Promoção da Saúde. Geisa Nascimento, assessora de projetos do Cedaps, falou sobre a atuação da organização no Rio de Janeiro e da aplicação da metodologia Construção Compartilhada de Soluções em Saúde em três
seminários
voltados para profissionais de Escolas Promotoras de Saúde do município do Rio de Janeiro.

A mesa, coordenada por Adriana Castro, do Ministério da Saúde, contou ainda com o relato de experiências da Articulação Nacional de Movimentos e Práticas de Educação Popular e Saúde (ANEPS) no Ceará e em Pernambuco e com a premiada experiência da Escola Municipal Alexandre de Gusmão localizada em Acari, zona norte do Rio de Janeiro.

Escolas Promotoras de Saúde

Houve ainda a apresentação do documento “Reflexões sobre a iniciativa de Escolas Promotoras de Saúde”, elaborado por técnicos da OPAS, e uma discussão em grupos para avaliar a iniciativa. Os representantes de vários países leram o documento, debateram e buscaram alternativas aperfeiçoar alguns temas e estratégias.

Entre as temáticas trabalhadas nos grupos, foram abordados os desafios da implantação da Promoção da Saúde no âmbito escolar; a formação dos profissionais da educação e da saúde para fortalecer a Promoção da Saúde nas escolas; e a avaliação e o monitoramento da Promoção da Saúde nas escolas. Também foram discutidas as alianças entre as secretarias de saúde e educação e a relação entre eqüidade e políticas públicas.

Publicado em 08-11-07