CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

25 de outubro, 2013

CEDAPS participa de evento no Panamá, paralelo à Cúpula Iberoamericana, e discute Cidades Sustentáveis

Ciudades Sostenibles

No dia 16 de outubro, Ives Rocha, assessor técnico do CEDAPS, esteve no Panamá à convite do UNICEF para participar do seminário “Ciudades Sostenibles – para el bienestar de todas y todos” (“Cidades Sustentáveis- para o bem estar de todas e todos), evento paralelo à 23ª Cúpula Iberoamericana de chefes de Estado e Governo.

Ele participou do painel “Segurança e Resiliência” com especialistas e autoridades da América Latina, Caribe, Portugal e Espanha; entre eles o prefeito de Chacao (Venezuela), Emilio Grateron, e Gaudy Solorzano Morera, Vice-ministra de Descentralização e Desenvolvimento Local da Costa Rica.

O assessor do CEDAPS apresentou o projeto do Mapeamento Digital de Riscos Socioambientais Liderado por Jovens, realizado em dez comunidades do Rio de Janeiro. Os próprios jovens são os protagonistas do mapeamento, construindo o roteiro do que será mapeado. A metodologia envolve uso de duas técnicas: uma que utiliza telefones celulares equipados com GPS, e outra que usa uma pipa especial, com uma câmera fotográfica acoplada, para fazer o registro dessas áreas. Dessa maneira, a juventude passa a conhecer melhor o território que habita e se mobiliza para melhorá-lo.

“Um dos objetivos do Ciudades Sostenibles era promover o intercâmbio de experiências em diferentes aspectos. O Mapeamento Digital foi a iniciativa brasileira escolhida para ser apresentada nesse painel, pois traz um novo olhar para o enfrentamento dos riscos socioambientais. É imprescindível falar de mobilização popular, protagonismo e incidência política quando estamos pensando em desenvolvimento sustentável. Sem o real envolvimento dos atores comunitários não se poderá criar um modelo concreto de cidade inteligente. As novas tecnologias, junto com a inovação típica daqueles que reinventam soluções cotidianamente, agregam elementos chaves à discussão”, explica.

Rocha também foi convidado a conversar com representantes dos dois principais partidos candidatos à presidência do Panamá sobre mobilização comunitária e protagonismo juvenil, questões que preocupam o país. Apresentou também o projeto de Mapeamento para os escritórios panamenho e regional para América Latina e Caribe do Unicef.