CEDAPS | Centro de Promoção da Saúde

MENU MENU

Notícias

29 de maio, 2013

CEDAPS e BemTV realizam Oficina de Criação Multimídia para jovens mapeadores

IMG_4086

Aconteceu ontem (28), na Universidade Veiga de Almeida – campus Tijuca, a “Oficina de Criação Multimídia” para os jovens envolvidos no Mapeamento Digital de Riscos Socioambientais Guiado pela Juventude. Nesta nova fase do projeto, após mapearem situações de risco em suas comunidades, como o descarte irregular de resíduos sólidos, através de fotografias georreferenciadas, e formularem planos de ação para incidir sobre os pontos identificados, os jovens começam a colocar em prática suas ideias. A BemTV trouxe sua expertise em diferentes mídias para ajudá-los a preparar campanhas educativas em diferentes plataformas.

“Quando lemos os planos de ação, achamos muitos pontos em comum. Várias comunidades previram a sinalização dos locais de coleta de lixo, a utilização de vídeos educativos e campanhas nas redes sociais, chamando atenção para os problemas que eles encontraram nas comunidades que mapearam. Então a gente achou que seria interessante juntá-los e realizar uma oficina transversal”, explica Ives Rocha, coordenador técnico do CEDAPS. “O projeto tem um microfundo, um recurso semente financiará e fomentará as atividades que eles previram no plano de ação. Além da criação multimídia, eles também pensaram em outros tipos de atividade, como gincanas e mutirões de limpeza”, acrescenta.

Dez comunidades do Rio de Janeiro participam do Mapeamento Digital e o problema do acúmulo de lixo é reclamação recorrente. Por isso, os profissionais da BemTV exibiram um vídeo que tinham produzido sobre o tema e, a partir daí, os “mapeadores” deram sugestões e elaboraram o roteiro para um novo curta, a ser filmado, com assessoria da técnica da BemTV, em suas comunidades. Além disso, criaram slogans para cartazes e outras ações educativas.

“O nosso encontro [de hoje] é para pensar estratégias de comunicação e mobilização comunitária a partir das demandas dos planos de ação. Eles nos trazem informações sobre os problemas [que querem abordar], e a gente pensa nas campanhas, vídeos… a gente vai fazer uma produção assistida, eles vão produzir junto com a gente a partir das ideias deles”, conta Daniela Araujo, coordenadora executiva da BemTV.

Ariane Cristina, moradora de 18 anos do Morro dos Urubus, em Pilares, explica a necessidade de fazer campanhas de conscientização: “Se a comunidade não se conscientizar do problema não vai adiantar nada, vai ser trabalho jogado ao vento”. Julio Cesar Melo Caetano, de 17 anos, que mora na Cidade de Deus, concorda: “Vamos reunir a comunidade, chamar as pessoas, não adianta tentar fazer as coisas sem essa base”, completa.

O Mapeamento Digital de Riscos Socioambientais Guiado pela Juventude é uma iniciativa do UNICEF, com tecnologia do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e Public Laboratory for Open Technology and Science (Public Lab). No Brasil, é realizada em parceria com o CEDAPS e assessoria técnica de BemTV e InSTEDD iLab América Latina. Os mapas podem ser vistos emrio.unicef-gis.org